fbpx

Dez regras básicas para ser um bom escritor, segundo Hemingway!

Ernest Miller Hemingway (Oak Park, Illinois, 1899-1961) é uma das grandes referências da literatura do século XX e um dos pais do romance moderno.
Escritor e jornalista, correspondente e fotógrafo na Guerra Civil Espanhola, ganhou o Prêmio Pulitzer em 1953, por O velho e o mar, e o Prêmio Nobel de Literatura, em 1954. A maioria de seus livros foram levados para o grande ecrã, com especial destaque para “Fiesta”, “Para quem o sinos” (com Gary Cooper e Ingrid Bergman), “Ter e não ter”, “Adeus às armas” e “O velho e o mar”, entre outros.
A sua própria vida foi transformada e contada em vários filmes (Hemingway & Martha; In Love and War; Hemingway & Fuentes). Diz-se que se suicidou, após o diagnóstico de Doença de Alzheimer; no entanto, esse motivo nunca foi provado como sendo a verdadeira causa do trágico desfecho.
Este decálogo, redigido por ele mesmo, é breve, sucinto e conciso.
 
«Dez regras básicas para ser, simplesmente, um bom escritor… ou para fique acordado na vertigem dessa maré chamada existência:
  1. Permanece apaixonado.
  2. Faz um esforço para escrever.
  3. Mistura-te bem com a vida.
  4. Encontra-te com escritores consagrados.
  5. Não percas tempo.
  6. Lê sem tréguas.
  7. Ouve música e admira a pintura.
  8. Não tentes justificar-te.
  9. Segue o que te dita o coração.
  10. Faz silêncio: a palavra mata o impulso criativo»
Leave a Reply

Deixa um comentário!

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

WordPress
%d bloggers like this: