fbpx

Por que deve o escritor ter um site?

Se alguém quiser ser escritor, hoje, tem, necessariamente, de estar on-line e, concretamente, ter um site para mostrar os seus livros e conquistar leitores, através de textos, de depoimentos e de contactos.

A criação de um site é uma das primeiras e mais comuns etapas para escritores iniciantes ou para escritores que estão a construir a sua carreira. E a razão por que o escritor deve ter um site, entre outras de que te vamos falar, é a de que este é o lugar onde os leitores (incluindo editores) vão encontrar informações sobre o escritor. Um site é, portanto, uma montra, um cartão de visita e uma plataforma digital de interação com os leitores.

Notemos, todavia, que estamos a dizer «site» querendo dizer site-blog (entenda-se site com blog ou site com página de artigos), isto é, um site que te permita publicar, de forma regular e continuada, textos / artigos (os famosos posts) e não apenas uma página estática.

Neste post, o que te oferecemos, a ti que és um escritor iniciante ou já com algum caminho feito (e livros publicados), é um conjunto de razões pelas quais tu deves ter o teu site de escritor e, ainda, o que deves fazer para teu site seja bom.


1. POR QUE DEVE O ESCRITOR TER UM SITE?

Muitas são as razões para que, enquanto escritor, tenhas, dinamizes e cuides do teu site. Em nosso entender, as mais importantes são as seguintes:

Um site é a tua morada digital

Diante da velocidade com que as mensagens ocorrem nas redes sociais, o que se escrever num site permanece. Pode ser atualizado, expandido e consultado sempre que se queira.  Portanto, o site funciona como a tua morada digital ou como o centro de operações da tua plataforma digital. Quem quiser saber mais e conhecer melhor o escritor tem onde o encontrar.

Um site distingue-te como escritor e dá-te visibilidade

Num tempo em que cresce a cada dia o número de pessoas que escrevem livros, a visibilidade é uma mais-valia. Se o leitor se “conectar” com o teu site, é possível que tenhas ganhado um leitor.

https://joaomanuelribeiro.pt/
Um site cria comunidade

Se, por casualidade (ou não), alguém lê um post do teu site e fica agradado, talvez leia outros, permaneça e te siga. A chave para fazer chegar os livros ao leitor é formar em teu redor uma comunidade de leitores que partilhe valores literários comuns. Daqui resulta que o mais importante não é ter MUITOS seguidores, mas BONS seguidores (super fãs).

Um site torna-te melhor escritor

O facto do site te “obrigar a escrever uma, duas, três vezes por semana bem como a organizar-te, a planificar e, no fundo, a treinar a rotina da escrita, torna-te um escritor melhor e, seguramente, um melhor “blogger”.


2. O QUE FAZER PARA TER UM BOM SITE?

Convencido da absoluta necessidade de possuir um site, imagino que estejas a perguntar-te: mas, eu não percebo nada destas coisas, como faço para ter um site?

Tens dois caminhos: decides aprender e fazes tu mesmo o site (este post serve para isso) OU contratas alguém que o faça (a partir do que aqui te vamos dizer).

Depois desta decisão inicial, precisas de tomar outras:

Alugar ou comprar alojamento?

Para ter um site podes optar por uma versão paga ou uma opção gratuita. Se não quiseres ter a chatice e, sobretudo, as despesas de hospedar o teu próprio site, pode usar os templates gratuitos (também os há pagos) do WordPress (é a nossa recomendação). O WordPress, como todos, tem vantagens e desvantagens. A grande vantagem é que os seus templates são gratuitos e fáceis de configurar, prontos para os olhos e as mentes curiosas de escritores. A desvantagem é que a sua utilização te dá um estatuto de amador. Se estás a começar, o melhor talvez seja começares um por um site gratuito e, à medida que fores crescendo e evoluírem as tuas necessidades, mudes para um espaço.

https://wordpress.org

A opção terá de ser tua e ajustada às tuas circunstâncias, sendo que há duas coisas que deves mesmo ter em conta e não prescindir delas: 1) recusa a utilização de site em «flash», porque quem visitar a teu site vai receber aquela mensagem irritante e onipresente de “atualização instantânea”; 2) o teu site de escritor deve ser compatível com dispositivos móveis e usar boas práticas de SEO (falar-te-emos deste senhor adiante).

Como nomear o site?

Na hora de ALUGUAR ou COMPRAR alojamento tens de escolher endereço da web (URL) para o teu site. O melhor será usares o teu nome de autor. Evita, se possível, os traços entre o nome e sobrenome e opta pelo sufixo «.com». Se o teu nome.com não estiver disponível, compre o teunome.net ou mesmo teunome.org.

Se nenhum desses estiver disponível, compra nomeescritor.com/net/org ou nomeautor.com/net/org! Considera as opções disponíveis, mas não as circunscrevas excessivamente. Pensa a longo prazo e mantém o URL do teu site genérico.

Se tens apenas um livro (publicado ou a publicar), podes também ter um site desse livro, mas um nome de domínio e um site associado a ti como escritor é muito mais importante do que um nome de domínio ou site associado a um livro específico.

João Manuel Ribeiro

WordPress
%d bloggers like this: